quarta-feira, julho 27, 2005

Mas o que é que isto interessa?

Proposta do Governo: Rede móvel deverá ficar acessível em todos os transportes públicos.

O Metropolitano de Lisboa já anunciou a intenção de chegar a acordo com as três operadoras móveis que operam em Portugal para ser possível usar o telemóvel no metro (...).
Alguém me explica qual é a utilidade disto. Se um gajo estiver meia hora no metro e, portanto, inacessível através do telemóvel, alguém morre por causa disso? É preciso uma proposta do governo? É esta uma medida fundamental para o crescimento económico do nosso país?

Segundo aquele artigo, este é um dos projectos do governo para as tecnologias da informação:

Nesta área, o ministério apresentou outros projectos, no âmbito das tecnologias de informação e bilhética nos transportes, que incluem a bilhética electrónica, informação ao público, sistemas de ajuda à exploração e sistemas de vídeo-vigilância, num total de 58,9 milhões de euros.
Pronto, é o costume. Lá irão uns quantos comer estes 58,9 milhõezinhos de euros. Medidas que visam dar um crescimentos sustentado ao país é que nem vê-las. É que se o governo pretende incentivar a inovação na área das tecnologias de informação através destas medidas, meus amigos, deixem-me que vos diga: não há nada de inovador neste tipo de sistemas. Nada! Isto já se faz há anos: é tão deja vú que eu já estou enjoado.

4 Comments:

At 7/27/2005 5:36 da tarde, Anonymous Pedro said...

São medidas anti-terroristas!
Se houver suspeitas de bomba no metro, podemos chamar logo a GNR por telemóvel! Há que estar sempre um passo à frente dos bandidos...

 
At 7/27/2005 5:59 da tarde, Blogger Nuno said...

Sim. Já estou a ver. "Está é do 118? Olhe está aqui um homem com uma mochila enorme às costas que tem aspecto de terrorista. Podem vir até cá para averiguar?"

Video-vigilância sim é uma medida anti-terrorista. Mas esta dos telemóveis? O acesso aos telemóveis no metro tanto pode combater o terrorismo como ajudar. No atentado de Madrid foram detonadas bombas recorrendo ao uso do telemóvel.

Se os terroristas quiserem cometer um atentado terrorista em Portugal cometem-no facilmente. Não vão ser os telemóveis ou a video-vigilância que lhes vai dificultar a vida.

Isto aliás só mostra o quão perdido está este governo. A motivação para o investimento em infra-estrutura tecnológica vem dos ataques de Londres de 7/7.

 
At 7/27/2005 6:08 da tarde, Anonymous Pedro said...

Nesse caso serão então "medidas terroristas"! Não dizia o Bakunine que o maior de todos os terrorista é o Estado?

 
At 7/27/2005 6:23 da tarde, Blogger Nuno said...

Pedro,
não sei quem é esse gajo. Bakunine? Não sei, não faço a mínima. Se me falares no Balakov, esse sim sei quem é. Era um jogador do caraças, pá.

O que a minha intuição me diz é que esta merda é uma palhaçada. Tanta pompa e cirscunstância para anunciar estas medidas de merda. Lá estamos nós outra vez no mesmo. Pelos vistos, o estilo mediático do Santana começa a ser uma referência.

 

Enviar um comentário

<< Home